Intermediários

Sobre o Processo

Conforme determinado pelo Regulamento sobre Relações de Intermediários da FIFA (FIFA Regulations on Working with Intermediaries), o intermediário de futebol deve se cadastrar na Associação Nacional de cada país em que prestar os seus serviços. No caso do Brasil, este cadastro deve ser feito junto à Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

A atividade de intermediário de futebol no âmbito da CBF é regida pelo Regulamento Nacional de Intermediários (RNI), que pode ser acessado clicando aqui.

Como funciona o processo de intermediação

O Regulamento Nacional de Intermediários da CBF considera como intermediário toda pessoa física ou jurídica que atue como representante de jogadores, técnicos de futebol e/ou de clubes, seja gratuitamente, seja mediante o pagamento de remuneração, com o intuito de negociar ou renegociar a celebração, alteração ou renovação de contratos de trabalho, de formação desportiva e/ou de transferência de jogadores.

Portanto, a função do intermediário é atuar em favor dos interesses da parte que representa perante o mercado do futebol, de forma ética e idônea, devendo sempre observar as normas e diretrizes do Regulamento Nacional de Intermediários.

Como funciona o processo de registro

Para se cadastrar na CBF, o intermediário deve enviar a documentação solicitada pelo Regulamento Nacional de Intermediários, conforme o seu capítulo “Requisitos Para Cadastro De Intermediários”.

Uma vez cadastrado, o intermediário terá o seu nome incluído na lista oficial de intermediários cadastrados, bem como ganhará acesso ao sistema de intermediários da CBF, onde poderá registrar os contratos de representação que assinar com os seus clientes.


DOCUMENTOS

Regulamento Nacional de Intermediários - RNI (PDF)